Do Fundo do Baú | Arrested Development – 1×19: Best Man for the Gob

GOB, o homem errado para o trabalho errado.

Como afirmei na review passada, Arrested Development é uma série que exala qualidades técnicas. Por isso, mesmo quando o texto de um episódio é inferior ao de outros, podemos notar o trabalho da direção suprindo qualquer falha. Best Man for the Gob, episódio com título bem sugestivo (e recheado de trocadilhos, como de costume), coloca a execução num papel mais relevante para criar piadas do que o próprio texto, que continua brilhante.

A cena inicial acaba sendo o exemplo mais claro desse fato: Michael, numa sala com o contador da empresa, que não para de reclamar da temperatura, até que eles trocam de sala, e então ele volta a reclamar do mesmo problema, e isso vai se sucedendo com todos que entram naquele ambiente, gerando uma piada interna, que funciona por criar uma atmosfera cômica ágil.

Tobias e Lindsay continuam enfrentando uma crise no casamento, e numa tentativa de reverter a situação, o Sr. Funke resolve ressuscitar a banda da família. O problema é que Lindsay odeia a ideia de uma banda, assim como Maybe, que percebe um aumento de tempo com os pais por conta disso. É bacana notar que em Arrested Development os personagens ocupam a posição de antagonistas deles mesmos.

“Well, I don’t want to blame it all on 9/11, but it certainly didn’t help.”

Surge aí outro acerto da execução: Tobias, um personagem que funciona exatamente pela forma que é interpretado, e seus esforços para reunir uma banda que não tenha George Michael no meio. A cena em que ele grita com o sobrinho é pontual e engraçadíssima.

Já George Sr. Percebendo o problema que poderia ocorrer com seu contador Ira (que ele pensou ser a sigla para Imposto de Renda) testemunhando, resolve dar um chá, ou melhor, um suco de sumiço na figura. O problema é que o homem para o trabalho é ninguém menos que GOB, o cara que consegue perder uma mulher para o Tobias. E GOB, fugindo da ajuda de Michael, que julga não ser divertido, resolve pedir a ajuda do viciado em suco: Buster.

Dá pra notar que a atitude de um personagem influencia na do outro, e essa é uma qualidade que poucos shows conseguem manter por vários episódios. Mas aqui, nem só o homem para o trabalho é errado, mas o plano em si é tão bobo e superficial que acaba sendo engraçado por si mesmo. Suco de groselha com milho? Really?

“We have unlimited juice? This party is going to be off the hook.”

Best Man for the Gob está longe de ser um dos melhores episódios de Arrested Development, mas funciona dentro daquilo que se propõe, criando boas piadas graças a sua habilidosa execução.

Review
Nota do episódio:
20 anos, um grande fã de Community, Arrested Development, Fringe, Lost, Desperate Housewives, Sherlock Holmes e The Good Wife. Ajudo a administrar o MS, além de organizar as colunas Atuações do Mês e Guia Cômico.