Compartilhar

E assim nasceu a Cavalaria!

Geeeente, que episódio sensacional. Não vou me estender muito nos elogios porque é desnecessário. Só posso dizer que amei tudo o que vimos nesta semana e adorei conhecer um pouco do passado da May e entender o motivo dela ter se transformado na molier do coração peludo. Esse episódio foi muito doido e um tanto quanto sentimental: enquanto descobríamos o motivo de Melinda ter criado uma personalidade tão fria, acompanhávamos Skye amolecer o seu coração e mover céus e terras com a força do pensamento, enquanto realizava o maior sonho da sua vida que era conhecer a sua mãe (pausa para a lágrima escorrendo). Como se não bastasse esse jogo de sentimentos mexendo com as minhas estruturas, ainda acompanhamos Melinda Cavalaria começando a desconfiar das peripécias de senhor Phil e Raina, mostrando que não é só mais uma recalcada espinhosa, mas uma mulher que também tem dons, só espero que ela não tenha o dom de conquistas o boy magya do Lincoln porque não somos obrigados a viver para ver isso. Enfim, um prato cheio para nossa review. Sem mais delongas, vamos ao que interessa.

Já que o episódio chama Melinda, vamos começar pela nossa diva. Sim, May merecia um episódio só para ela, quer dizer, eu pensei que seria MESMO só para ela, mas vamos combinar que a história da Skye também teve um pedaço importantíssimo no enredo todo, mas disso falaremos mais tarde. Voltando à Melinda, como eu disse ali em cima, amei conhecer o passado dela e nunca, nunquinha, pensei que ela era chamada de Cavalaria por este motivo. Gostei muito do contraste que nos apresentaram: antes, há sete anos atrás, uma Melinda amorosa, uma esposa carinhosa, uma mulher com o sonho e desejo de ser mãe, uma May recheada de sentimentos fraternais e olha, isso foi muito estranho. Eu só sei que depois de um tempo passei a gostar muito dela e, depois de conhecer a sua história, gosto ainda mais. May não é um coração peludo pelo simples fato de querer ser um, ela se tornou uma mulher fria porque foi o seu mecanismo de defesa parar enfrentar as dificuldades que apareceram e ainda aparecem no seu caminho. É verdade que isso destruiu a sua personalidade habitual e o seu casamento, mas a transformou em uma agente extremamente habilidosa, capaz e extremamente sagaz, o verdadeiro braço direito do Coulson. Se ela já era boa, desprovida de sentimentos é ainda melhor. Não que ela não sinta, nós já sabemos que sim, mas ficou nítido que, depois do que ela passou, é muito mais difícil que ela se abale com algo, afinal, ter que matar uma criança foi uma provação tremenda pra ela, principalmente porque tinha planos de ter um filho e, na minha visão, isso fez com que ela não se sentisse digna de ser mãe, o que é absolutamente triste.

E tudo girou tanto em torno dessa coisa toda da figura da mãe, que presenciamos mães se doando para os seus filhos e meu coração ficou despedaçado por ter que ver a May tomando uma decisão tão difícil. Eu nunca, em vida, pensei que a responsável por tudo aquilo era a menininha e também não imaginei que May teria coração de atirar na garotinha, foi algo muito forte, algo que poderia ter acabado com a vida dele se ela não tivesse essa força interna que a fez se reerguer. Ninguém precisa julgá-la pela sua atitude, afinal, é nítido que ela se julga por isso todos os dias e a todo momento. Um acontecimento desse nível pode mudar uma pessoa pro resto da vida e foi exatamente isso que aconteceu com May. Os sentimentos perderam espaço na vida dela, ela deixou de sentir e, apesar de triste, foi o que a transformou nessa agente incrível. E May é tão incrível que, de repente, ela se pegou no meio do fogo cruzado entre Gonzales e Coulson e está, a todo custo, tentando escolher o lado certo numa briga que, na minha visão, não tem certo e errado. Os dois lutam pela Shield, cada um com o seu ideal. Li algumas pessoas dizendo que o fato de May pender um pouco para a Shield verdadeira é a pior traição que o Coulson poderia receber, mas eu não vejo dessa forma. Acho que Melinda é uma das pessoas mais justas e mais confiáveis que temos em Shield e ela se doa 100% para o Coulson, então é óbvio que dentro dela irá existir um impulso em descobrir porque ele está guardando segredos, porque ele não abriu o jogo sobre o Teta, entre outras coisas que ele pode estar escondendo. Nós sabemos que Coulson não é o inimigo e ela também sabe, mas, uma vez que ela está dentro da Shield verdadeira, vai ter que trabalhar para ambos os lados e isso ficou claro quando ela ordenou que Jemma abrisse o cubo do Fury. Então sim, May tem uma tendência a pender para o lado certo e, no momento, ela entende que o lado mais correto é o da Shield verdadeira, mas nunca cogitou a ideia de deixar o Coulson e sua Shield de lado, por isso assumiu o controle da base. A questão é que May, a partir de agora, possuí um grande controle das situações em sua mão, só nos resta saber o que ela irá fazer com toda essa responsabilidade.

Seguindo nesse caminho “instinto materno”, tivemos o encontro mais esperado da temporada: Skye e sua mãe. Eu já estava achando tudo lindo até antes dela descobrir a verdade. A Terra do Nunca da Skye tem uma paisagem perfeita, não sei, me acalma, é bonito de ver. E naquele momento em que ela recebe o impulso da mãe para testar o poder na montanha foi emocionante, não só por ver Skye amadurecendo a sua capacidade, mas por ver que existe uma cumplicidade invisível entre mãe e filha, algo que ela não podia ver, mas podia sentir (e juro que não quis parafrasear o Landon em Um Amor pra Recordar). É como se todo o medo que ela sentia tivesse desaparecido e como se o dom que ela tem deixasse de ser uma maldição e passasse a ser um presente, algo bom, de fato. Apesar de simples, eu achei a mensagem muito bonita, fiquei bastante mexida com aquela cena. E o momento em que ela se dá conta de que é a sua mãe me deixou sem estruturas, caiu um cisco no meu olho. Depois de tantos anos perdida pelo mundo ela finalmente encontrou o abraço que ela tanto quis. Não acho que isso irá afastá-la da equipe, isso vai fazer com que ela seja ainda mais forte, um ser humano ainda melhor. A reunião em família foi reconfortante, me senti feliz pela Skye, mas não consigo confiar no Cal, mesmo sabendo que as suas loucuras foram para se aproximar da filha. Apesar do momento “big happy family”, deve ter treta vindo por aí, aguardem.

Para encerrar, não posso deixar de comentar sobre Raina, que está demorando para sair do mimimi e mostrar a que veio, mas que, na hora que se revelar, promete ser uma personagem memorável. Eu nunca soube, de fato, o dom que Raina tinha adquirido após passar pela névoa, mas também não achei que ela só tinha se transformado em um porco espinho recalcado. Eu entendi que ela tem o dom de prever o futuro, certo? Afinal, ela sabia da reunião da Skye com os pais antes mesmo de acontecer e, se o Lincoln ficou assustado com isso, acho que nós deveríamos ficar também, né? Quer dizer, Raina está cada vez mais sendo movida pela inveja, se transformou em uma mulher ainda mais amarga do que sempre foi e ver Skye alcançando a felicidade está piorando ainda mais as coisas, então acho que ela será uma pedra no sapato dessa família em breve. E tem o fato de que ninguém pode saber que a mãe da Skye é a mãe da Skye e Lincoln já está sabendo e, tenho para mim, que logo muitos outros ficarão sabendo e só por Deus se essa galera começar a se rebelar pensando que existe favoritismo. O que eu senti é que Gordon aparenta estar do lado de Raina, não pendendo para o mau, mas disposto a ajudá-la de verdade. A questão é: Raina quer ser ajudada? Cenas para os próximos episódios.

Observações Finais:

- Da onde apareceu esse Projeta Teta do Coulson? Mais coisa pra minha cabeça, não sou obrigada.

- Fitz danadinho, abrindo o cubinho do Fury. Sabia que ele se juntaria a Hunt e Coulson <3

- Cadê o Ward nessa brincadeira toda?

- Tem muita coisa dentro daquele cubo, gente.

- Não vejo a hora do Ward ver Skye tremendo geral e se martirizando porque deixou a moça escapar.

Pessoal, por hoje ficamos por aqui. Obrigada pela visita e nos vemos no próximo episódio. Beijos, até lá!

Compartilhar
Depois de dar uma passada em Salém, se apegou ao mundo das bruxas e foi para New Orleans conhecer o Coven, já que sonha em ser a nova Suprema. Não deu certo, quis virar vampira. Foi para Bon Temps, virou BFF da Pam, mas descobriu que sangue não é muito sua praia. Encontrou o Vincent e tentou ser sua Bela, mas a Cat continua sendo a dona do seu coração. Desistiu do mundo sobrenatural e foi para a Escócia tentar roubar o coração do Bash, pena que ele só tem olhos para a Mary. Passou alguns meses fazendo companhia para a Molly no espaço, mas cansou dessa vida de peregrina e entrou para a equipe dos agentes da SHIELD. Hoje ela e Skye são melhores amigas. Acha que FRIENDS é a oitava maravilha do mundo (e ai de quem falar o contrário). Seu sonho: encontrar o seu Pacey Witter. Do mais, é a Jeh, de 24 anos, que ama cantar, sorrir, sonhar e enlouquecer cada dia mais neste Manicômio!
  • Nathan Ruas

    Olá Jéh esse episódio veio para que nós pudessemos amar ainda mais os nossos personagens desta série q tah crescendo cada vez mais no meu conceito, a May foi uma verdadeira heroína e se mostrou muito mais do q todos de nós achávamos que decisão difícil e q a mudou para sempre e ela colocou seu lado como heroína a frente de tudo e eh a May que nós conhecemos e amamos hoje. E a familia inumana q lindo foi ver aquela cena de uma familia nada convencional kkkk, mas me indentifiquei com Skye pque eu conheci meu pai verdadeiro a pouco tempo e a Skye se sentiu pela primeira vez completa e feliz muito boa a cena e bem feita, agora a dona Rayna ha de causar isso eh fato e a união entre ward e Colson eh algo q eu naum previa toh muito curioso pra saber como tudo vai acontecer o seu review tah perfeito Jéh mandou mto bem.

    • Jeh Mari

      Nathaan, desculpa a demora!!
      Tive um tempo de colocar tudo em dia e estou respondendo todos os comentários.
      Muito obrigada pela visita sempre e fico feliz que goste das reviews.
      Beijos!!

  • Amanda

    Episódio mais que épico, cara. Acabei de terminar de ver. Preciso reunir os cacos do meu coração.

    • Jeh Mari

      amandinhaa, sei que já faz tempo, mas agora tive tempo de colocar todas as respostas em dia..desculpa a demora!!
      Beijos!!

      • Amanda

        <3

  • Rafa Silveira

    Primeira vez na temporada que não gosto de um episódio. Foi novelesco demais com esse lance da Skye descobrindo a mãe e a história da May ganhando o apelido de Cavalaria estar ligada aos Inumanos. Essa parte da May eu até relevaria se tivesse uma ligação simples com os Inumanos, mas tudo recair sobre as costas da Mama Skye de nome complicado é coincidência demais.
    Rolou um exagero de drama emocional e de conveniência no episódio, poderiam ter maneirado um pouco.

    • Jeh Mari

      Rafaa, você sumiu nas outras reviews. É rancor porque não respondi o comentário? hahaha eu estive atolada de trabalhos e realmente não consegui :( mas agora estou aqui e vê se apareça nas próximas!! Senti sua falta.
      E sobre esse episódio, eu gostei justamente porque foi novelesco..hahaha adoro isso!!
      Obrigada pela visita e desculpa novamente pela demora. Beijos!!

      • Rafa Silveira

        Nããão. Eu não sumi delas não Jeh. A do episódio 18 demorou, ai eu só tava com o episódio seguinte na cabeça. E na do 19, vc liberou spoiler sobre o filme, e eu ainda não consegui assistir, ai nem olhei os comentários kkk

        • Jeh Mari

          aaaah bom, tava achando que era pessoal..hahaha mas que bom então, te espero nas próximas :D

          • Rafa Silveira

            <3

  • http://twitter.com/huguitow Hugo Leonardo Chaves

    Oi, Jeh!

    Esse episódio conectou umas coisas, mas o melhor (e mais doído) foi ter mostrado o calvário que May passou, porque dói tanto quando a chamam de Cavalaria, porque ela relutou a se juntar à equipe de Coulson lá atrás no primeiro episódio, e porque ela conseguiu manter o controle com aquela barra furiosa asgardiana. Stress pós-traumático que nem o marido psicólogo conseguiu tratar.

    Quanto ao Protocolo Teta, Coulson falou dele pro Koenigg no episódio 10, antes de descer em Porto Rico. Disse que se algo desse errado, o gordinho ficaria encarregado de continuar a tal operação.

    Skye parecia que estava em High School Musical quando foi mexer com a montanha… Será que tinha alguém lá embaixo? Pelo menos a família teve um momento de calmaria antes da tempestade que vem por aí…

    Agora vamos às notícias:

    – Agents pode ganhar um spin-off:

    – ABC confirma Season Finale com 2 horas de duração (HAAAAAJA CORAÇÃO!):

    Até o próximo episódio! .o/

    • Jeh Mari

      Hugoo, desculpa não ter respondido antes.
      Estive atolada de trabalho e estudando pra concurso, acaba não dando para
      fazer tudo!!
      Obrigada pela visita sempre, beijos!!

  • Milene Szaikowski

    Jeh, essa série está a cada dia melhor. Fiquei impressionada com tudo que a May passou. Por isso que ela detesta ser chamada de cavalaria e por isso que o Coulson tem ela como braço direito (apesar de agora ter esse segredo).

    E o momento mãe e filha da Skye foi lindo. Diferente do pai maluco, a mãe dela é um doce e vai ajudar muito nesse processo de descoberta.

    • Jeh Mari

      Olá, Milene!!
      Peço desculpas pela demora na resposta.
      Estive atolada com trabalho e estudos, acabou não dando
      tempo de vir aqui tão cedo.
      Espero te ver novamente nas próximas reviews.
      Beijos!!

  • Priscila Soares

    Ontem fui assistir os dois episodios. entao vo comentar geral aqui kkk. Eu falo que a SHIELD e a melhor serie kkk. Que episodio foi o 16 com o Agente Peterson voltando. E que diabos é Theta, a cara da May tadinha. Mas ela conhece o Coulson muitoo bem entao se ele nao contou e pq há um motivo excelente para isso. Agora sobre a historia da May, mostra o quanto uma ação pode mudar a nossa vida drasticamente. Mesmo sabendo que a menina ia fazer dano a ela, e que ia matar um monte de agente, ela matou mas ao mesmo tempo se matou. Ela é excelente fria, calculista, é sim, mas por baixo de toda essa carcaça existe ainda aquela mulher que queria filhos, mas depois do episodio sentiu que não era seu direito ser mãe. E a historia da Skye, se eu ja tava emotiva antes, choreii quando a mae dela falou a data de nascimento, kkk ela merece sim uma familia por tudo que ja passou, a Shield a acolheu mto bem, o problema e que por hora eles nao sabem lidar com esse dom que ela tem, entao creio que ela ira ficar um tempinho para poder aprimorá-los e ai sim descer e arrebentar com Gonzales (pq pra mim so existe a SHIELD do Coulsonkkkk) . Enfim, cade o Ward minha genteeeeee, e o Fitz juntando a eles, que bonitinho *-*. kkkk ficou grande esse comentario, mas valeu. kkk até o próximo

    • Jeh Mari

      Prii!!
      Desculpa não ter respondido antes. Fiquei totalmente sem tempo de passar por aqui. Agora estou colocando tudo em dia!!
      Espero te ver nas próximas reviews. Beijos!!

  • Adriana Bacelar Alves

    Sempre leio as resenhas da série aqui no site, e estou cada dia mais amando essa série. Mas só um comentário.. não acredito que Lincoln esteja sabendo que a Jyiaing é a mãe da Skye, pois quando ele entra na sala e relembra Raina falando sobre o sonho, apesar da legenda estar “Skye jantando com seus pais”, Raina fala “Skye and her father”, ou seja, Skye e o PAI dela… O Lincoln só se tocou mesmo sobre o poder da Raina, não sobre a mãe da Skye.. pelo menos eu vi dessa forma..

    • Jeh Mari

      Olá, Adriana!!
      Poxa, primeira vez que você comenta e eu acabo demorando tanto para responder. Peço desculpas!! Trabalho e estudos acabaram me afastando um pouco daqui, mas agora estou de volta e espero te ver comentando mais vezes. Prometo responder rapidinho..hahaha
      beijos, obrigada pela visita!!

  • Felipe Brunhara

    A série está dando abertura para a próxima série do Universo Marvel… Talvez o projeto Teta seja a resposta pra isso!

    • Jeh Mari

      Olá, Felipe!!
      Desculpa a demora para responder…
      eu ainda não entendi o que é esse Theta..
      talvez tenha ligação com os Vingadores que eu ainda não vi
      por total falta de tempo..hahaha tá dificil a vida!!
      Obrigada pela visita, beijos!

  • Gabriel Carvalho

    Achei o pior episódio de sempre de AOS :X

    • Jeh Mari

      Aaah, Gabriel..foi tão bonito!!
      hahah eu gostei bastante. gosto desse ar mais
      novelesco, deu um ar diferente para a série.
      Obrigada pela visita e me desculpe pela
      demora para responder. Beijos!

  • Julia Virginia

    Jeh, totalmente sem palavras para esse episódio…

    Foi tudo perfeito varias lacunas preenchidas, pontas soltas ligadas… um episódio muito bem elaborado e lindo de assistir literalmente! Melinda que historia incrível com certeza agora vou admirá-la mais como você disse lá em cima… Pela a força da May em fazer isso que fez, pela historia se misturando com a Mãe da Skye!
    Que cena maravilhosa essa da Skye e sua Mãe, o modo como a Skye reagiu foi demais.
    Raina mesmo assim não mudou e que demais ela ser vidente e com isso vai está sempre um passo a frente de todos quando souber controlar ai ai ai…
    Gosto muito do Lincoln, agora gostaria de saber qual é o poder dele?
    Realmente foi um episódio perfeito que vou ter que escrever pouco porque faltam palavras pra descrevê-lo
    Ótimo review Jeh, concordo com tudo o que você disse… Até o proximo ep. XOXO

    • Jeh Mari

      Julinhaaa!! Você tá sumidaa..
      desculpa a demora para responder…
      trabalho e estudos, as vezes não dá tempo de passar
      por aqui…
      espero te ver de volta nas próximas reviews..prometo
      responder rapidinho!! hahaha beijos!!

  • Larissa Guardiano

    Ah, Jeh! Foi um episódio com muitos extremos. Ao mesmo tempo qe tinha a fofura da Skye conhecendo os poderes e a família dela, tinha a história tão forte da May. Episódio completo.
    Apesar de ficar com dor no coração, por tudo que aconteceu, eu amei saber mais do passado da May, saber o porque da Cavalaria, e é muito óbvio que ela não goste de ser chamada desse jeito. Eu pensava que seria uma história pra se orgulhar, salvou vários agentes da Shield lutando com 100 homens. Eu teria muito orgulho, tatuaria Cavalaria na minha testa, mas agora eu entendo o porque. Mas eu não acho que ela mudou completamente, ela se adaptou com o que aconteceu com ela é com o que ela estava sentindo, ou não estava sentindo. Ela na hora que foi preciso, ela se mostrou muito parceira da Skye, protegendo e apoiando a Skye. E quais são as principais funções de uma mãe, senão essas. Também não acredito que ela riria o Coulson. Na verdade, o Coulson dificultou e muitos vida May. Como que a pessoa vai ajudar, se ela não sabe em que ela tem que ajudar?
    Falando da mãe da Skye, eu amei ela. Ela é um amor, calma, passa uma tranquilidade enorme. Tudo o que a Skye precisa, vamos combinar que uma pessoa nervosa não ajudaria em nada. O momento em que a revelação da temporada foi feita, foi muito lindo, não vou mentir, eu acho que foi a Skye fazendo música com as taças? Amei! Mas um jarro? Como alguém deixa uma criança por causa de um jarro? A mãe da Skye foi suuuuper fofa falando que elas teriam que jantar com taças de madeira. Já sei da onde a Skye herdou a fofura e o humor. Tem não acho que o fato da Skye saber a verdade sobre a mãe dela vai diminuir a lealdade dela com a Shield, vai fazer ela lutar mais pra poder viver a vida dela em paz, sendo uma agente da Shield e tendo a mãe dela por perto.
    Eu não tinha pensado na situação da Raina ate ler o que você escreveu, eu perdi pra pensar. A Raina não tem inveja de mais ninguém, só da Skye, me dá uma pouco de medo pensar o que ela pode fazer, ainda mais sabendo o que ela pode fazer. Poder em mãos erradas é um perigo.

    Não confio no Gordon.

    Quero o Ward nessa bagaça.

    Também quero ver a cara do Ward quando ver os poderes da Skye.

    #SkyeDiva

    Como é o nome da mãe da Skye??

    Tô igual a você, fugindo de spoilers, porque fica mais emocionante.

    Excelente review como sempre. Até a próxima semana, Jeh.

    • Jeh Mari

      Oi, Lari!!
      Você tambem tá sumidaa…
      sei que demorei horrores pra responder,
      mas realmente não tive tempo :( estava estudando pra
      um concurso e depois fiquei doente..não tinha forças!! hahaha
      espero te ver de volta nas próximas reviews..
      beijos!!