Compartilhar

“Ela é importante para mim. Ajudou em horas difíceis”

Depois de um excelente episódio semana passada tivemos uma queda em Bones. Não que esse episódio foi ruim, contudo achei a forma como o caso foi desvendado muito inferior a qualidade da série. O ponto central sem dúvida fora a Cam e a provável separação do Arastoo. Porém, o fato da vítima ser um ex-presidiário trouxe à tona as inseguranças do Booth decorrentes do seu período preso injustamente e isso de certa forma foi bastante positivo para a trama.

Mesmo antes de serem chamados para a desvendar o crime o casal já havia vivenciado uma situação envolvendo a prisão do Booth. Quando o agente acorda pela manhã e não consegue encontrar a fotografia que a esposa havia lhe dado dela com a filha na época fica bastante irritado e nervoso. Para sua sorte a Brennan consegue encontrar a tal foto, contudo algo ainda incomodava profundamente o Booth. Fora inocentado na época, entretanto de certa forma o fato de ter sido tratado como bandido o feriu profundamente.

E por conta disso durante a investigação dar o benefício da dúvida a vítima. Enquanto todos já o condenava sem ter as provas concretas que o mesmo voltou a cometer crimes o agente acreditava na possível mudança, assim como o dono da padaria onde ele começou a trabalhar após sair da prisão. Tudo caminhava para um bom desfecho, e cheguei a pensar que toda essa confiança do empregador fosse para mascarar a real culpa dele ao usar seus funcionários para cometer crimes. Houve a suspeita de um possível serial killer, o que fora comprovado, mas em nenhum momento explicaram o porquê do ex-presidiário ter tirado as tatuagens das suas vítimas e tal. O caso fora muito mal finalizado na minha opinião.

Fora o Wendell e o Vincent nenhum dos outros estagiários da Brennan possuem capacidade para acrescentar algo profundo na série. Tentaram isso com a Dayse e fora a sua participação na finalização da história do Sweets o resto foi muito dispensável no show. Assim como tentaram envolver o Arastoo mais na trama ao criarem o envolvimento amoroso dele com a Cam. Confesso que no início não gostava muito do casal, entretanto a médica parecia está bastante feliz e por conta disso comecei a torcer por eles.

Mais ai veio esse episódio e a doença terminal do irmão do estagiário levando-o a optar pela família em vez da namorada e mesmo com a Cam tentando desesperadamente encontrar outra forma dele apoiar sem ir embora o inevitável aconteceu. Arastoo vai embora para o Irã acompanhar os últimos dias do irmão ou buscar outra forma de tentar ainda vencer a terrível doença deixando a Cam. Mesmo com a esperança de que ele consiga retornar do Irã é complicado para a relação dos dois. No fim nem houve tempo para se acostumar com a ideia e ele partiu deixando a médica profundamente machucada.

A Ângela e o Hodgins andam muito esquecidos nas histórias, entretanto as pequenas participações são um dos pontos altos dos episódios. Como não rir quando o biólogo tentava convencê-la a deixa-lo amarrá-la na cama de novo? Espero que voltem a dá-los mais destaque. E A Emily está começando a demonstrar a gravidez quando será que vão inclui-la no show? Torcendo para um novo baby B&B. Episódio muito razoável espero que o próximo seja muito melhor. Segue abaixo a promo do próximo episódio: The Putter in the Rough

Review
Nota do episódio
Compartilhar
Bióloga, Mestre e Doutoranda em Botânica. Baiana de Salvador. Viciada em Séries e Filmes.