Compartilhar

“Matará um homem, a mais nobre das caças; e matará em virtude da lei do porrete e das presas.”

Iron Hans veio pra mostrar que os roteiristas não hesitam em bagunçar com a vida dos personagens de uma hora pra outra; o que talvez seja o diferencial de Grimm, proporcionando-nos assim, como de praxe, mais um de seus episódios espetaculares. A reviravolta nos rumos de Nick e Juliette são até de nos deixar sem fôlego, vidrados e sem querer desgrudar os olhos da tela. Aliás, um bem vindo upgrade, sobretudo no caso de Juliette, por enfim ter um plot que dê foco à personagem, para além de ser o amor do protagonista. Já volto a isso, falemos brevemente do caso da vez.

A princípio, não foi dos mais empolgantes, mas tem muito a ver com o pano de fundo deste episódio: poder. Num acampamento de pais e filhos wesen, eles passam um bom tempo juntos aprendendo as vantagens e sensações de poder em ser um wesen. Além do toque nostálgico, de relembrar os costumes e tradições primitivos. Eles caçam, fazem woges e conhecem um pouco mais sobre a sua história. No entanto, a morte de um pedinte de carona, próximo ao local do acampamento, atrai os detetives Burkhardt e Griffin. Não vou me alongar. Pelo fato do suspeito ser wesen, Monroe ajuda na investigação. Suspeita-se dos wesens donos do acampamento, todavia, no fundo são como Monroe, apenas gostando de relembrar e reverenciar tradições antigas. Usando as sábias palavras de Monroe, de que um Wesen estaria sempre batalha entre o desejo por sangue e preservar a vida, a filha do dono do acampamento optou por agir somente pelos instintos mais primitivos, sendo ela a responsável pelas mortes.

Agora vamos ao relevante de fato. Primeiro vou falar do charmoso capitão! O que está de fato ocorrendo com ele? Mais uma vez, ele se vê confuso em um lugar do qual não se lembra como foi parar lá; e ao que tudo indica, pode mais uma vez ter agredido covardemente a alguém. Seria efeito colateral do feitiço que a mãe usou para salvá-lo? Ou – penso nesta teoria – algo deflagrado após sua troca de carícias com Juliette? Alguém arrisca outra teoria?

E, enfim, a tão esperada inversão de papéis. Soube desde a apresentação do personagem Kenneth, que ele viria pra pôr fogo, bagunçar tudo e não poupar esforços e maldades visando alcançar seus objetivos. O novo eu, amargo, individualista e inebriante por poder de Juliette, fica ainda mais perigosa ao ter ciência de que a bitch Adalind está grávida de Nick. Aliás, impagável a reação do Grimm ao se descobrir papai – coitado dele lógico – , aposto que por este pepino, ele não esperava.

Kenneth a solta e instiga acerca da “traição” do Grimm. Por outro lado, a bitch vai buscar a proteção do seu antes inimigo, não sem antes dar a promessa de poder ajudar a reverter o ocorrido com a Juliette. Esta inflamada pelas intrigas do membro da realeza, além de ficar com ainda mais raiva, ao ver Nick se interpor entre ela e a bitch pra proteger o bebê demonstra perder o controle de vez. Se é que havia algum resquício dele.

Dá-se a entender que vai ajudar numa armadilha visando atrair a Sra Grimm. E como se não bastasse, dá sua primeira cartada de declaração de Guerra: simplesmente destrói e incendeia o trailer de tia Marie. Oh my God, não bastasse isso, faz questão de avisar a Nick pra gabar-se do feito. Tempos difíceis virão para o protagonista. E independente dos rumos que se vierem a tomar, minha torcida será sempre pró-Nick. E vocês Grimmsters?

Observações:

  • eu com minhas loucuras, amei a interação Nick e Adalind e pela primeira vez concordei com a Chatiette, ao dizer que eles combinam. Ao menos tem mais química, só acho!
  • Bom, vontade mil de surrar Juliette, serve só xingar, muita sacanagem destruir o trailer da Tia Marie. Xinguei-a até!!
  • Esta opinião pode até gerar discordâncias, mas vá lá: sério Juliette fazendo drama porque Nick escolheu Adalind a ela? Ele deixou claro que tava protegendo a criança inocente. E que moral ela tem após a escapulida com o capitão? E não, não teve feitiço pra ser o culpado desta vez. Só acho, rs.
Compartilhar
Jornalista e escritora. Amante de História e demais ramos das Ciências Humanas. Apaixonada por cinema, livros e boa música.
  • jrJulia

    Roteirista malandro,criou a personagem super chata,casal romance zero,tudo pra evitar o mimi de shippers,agora eles podem fazer o que quiserem com a Chatiette quem liga? Mas Adalind e Nick, seria um tanto de hipocrisia e incoerência do Grimm,depois daquela reação á Juliette.

    • Lilly Soares

      Gozado que me referi ao fato da química e de nunca ter simpatizado com a Juliette ( tá eu confesso) que nem me atentei pra isso de ser uma hipocrisia, vc tem razão! Só acho que Nick merece alguém melhor, concordo com vc, nunca vi estes dois como casal, no sentido pleno da palavra, de romance mesmo, assim como Monroe e Rosalee que encantam em romance e companheirismo! Bom, surrar, matar… Rs como gosto de dizer às vezes, ela é muito Chatiette!

      E olha que isso pq me esqueci de comentar o que ela disse pra Rosalee qdo foi visitá-la, pq ai teria caprichado mais nos xingamentos, no mínimo, ela foi avisada dos efeitos colaterais, ninguém a obrigou a fazer e até o próprio Nick disse que se ela não topasse ele iria entender e não se opor, e agora isso? Tem dó. Agora é a “vítima” e a culpa é dos outros???

    • Larissa

      A solução seria uma troca entre as duas hexenbiest,como já feito antes,mas dessa vez juliette ficaria definitivamente no corpo de Adalind, que explodiria no corpo de juliette ,nos livrando pra sempre dessa mala.Levaria um tempo pro Nick se acostumar,mas no fim os dois se acertariam e quem sabe a nova juliette ainda levaria de brinde um bebê.Insano né?Mas não custa sonhar

      • Lilly Soares

        Legal sua ideia, interessante!!!

  • Ubirajara Júnior Do Carmo

    Gente, o trailer da Tia Marie. Eu quase entrei em choque. E agora, como faz? Esses roteiristas querem me matar?

    • Lilly Soares

      Né? Tb fiquei em choque, com raiva, mas como disse, roteiristas que não hesitam em bagunçar com todos os personagens, veremos no que vai dar agora!!!

  • Karen Bomfim

    Confesso que nem dei importância pro caso da semana. Com a história das bitchs preste a pegar fogo, quem ligaria? Nadando contra a maré, eu meio que entendo a Juliette, ainda mais se pensarmos o quanto a vida dela foi afetada e o quanto a transformação dela mudou a personagem, como efeito colateral de algo que era pra ajudar o nick. Só posso dizer que eu sou team barraco e estou louca pra ver tudo pegando fogo, ops!
    Ps: RIP trailer :(

    • Lilly Soares

      Bom minha antipatia não me faz enxergar assim, rs, agora pegar fogo tb quero, pq assim vai ser probabilidade maior de ótimos episódios, thanks por comentar!

      Tb senti a falta do trailer!

    • Irineia Araujo

      Decerto tem outros Grimms pelo mundo afora com um material parecido pro Nosso Grimm não ficar á pe… E deve haver alguma arca de metal que salve alguma coisa… ah, que odio dessa Juliette!

  • Irineia Araujo

    Eu NUNCA fui com a cara dessa Juliete, sempre achei chata demais… agora que virou hexenbitch então…

    • Lilly Soares

      Eba mais uma pro time. Bom saber que não sou a única, rs. Igualzinho a vc nunca gostei dela e cada vez desgosto mais. Espera então até ver o episódio 20 então, vai passar mais raiva ainda com ela. Se já viu, review publicada tb, vou adorar ler seu comentário. Abços