Compartilhar

“Que linda escolha em fiz”

Depois da calmaria vem a tempestade. São anos, ou melhor, dez anos, acompanhando Bones para saber que a notícia da gravidez e toda essa bela cena familiar são apenas aperitivos para mascarar a real intenção do HH. O retorno do Booth a jogatina mesmo sido deixado de segundo plano nesse episódio é algo que começou a crescer, afinal aquele presente comprado para a esposa significa muito mais do quer apenas “felicidade” pelo dinheiro ganho no ato errôneo, e a forma como o agente encontrou para se desculpar. Sendo assim, no fundo sabe o quanto essa sua recaída representa na estabilidade da sua vida familiar, e o quanto esse momento de felicidade do vício vai lhe custar muito caro no futuro não muito distante.

A Brennan mesmo não aparentando preocupação já começou a perceber que algo está diferente no parceiro e esposo. Ter encontrado a ficha largada sem importância sabendo o quanto ela significa para o Booth e aquele presente inusitado são sinais que alguém tão inteligente não vai simplesmente ignorar. Contudo, sendo quem é vai primeiro dar o benefício da dúvida, contudo assim que outro sinal lhe ocorrer não vai hesitar em colocar o marido em xeque, e isso pode significa a depender da resposta do Booth ao problema o fim dessa lua de mel do casal. Tão bonito vê-los com a pequena Christine. Que menina esperta fez a mãe criar uma música correta sobre os ossos. Como não se divertir com esses momentos tão fofos deles em família? Devemos aproveitar afinal a tempestade não vai demorar a se instalar, infelizmente.

O caso foi muito interessante já que abordou um lugar tão especial para os personagens da série. A lanchonete onde a dez anos o casal faz suas refeições, antes como parceiros do trabalho e agora como parceiros da vida, acabou por ser uma peça chave na investigação de um crítico alimentar nada “saudável”. De certa forma o empenho do Booth e da Brennan em solucionar o caso quase os levam a se tornar clientes não mais bem vindo no Royal Dinner, mas no fim o real suspeito acabou sendo um dos funcionários que trabalhava com o morto. Gente como o parceiro do Booth come, chega a ser engraçado! E o pobre coitado acabou por “conhecer um ídolo” que se mostrou ser nada daquilo que ele imaginava. Engraçado demais o Hodgins achando que ele ia comer aquele salgadinho.

Falando no Hodgins sua ideia acabou por lhe render uma boa grana e não demorou a ter novamente o status do rico do instituto. Para ele quer perdeu tudo por conta do Pellant nada mais justo. E a Cam acabou por ficar feliz pelo fato quer pela primeira vez ao seguir as normas acabou por ajudar dois amigos a se tornarem milionários. Como é bom ver novamente ele e a Ângela tendo destaque no show. Queria que assim como a Christine agora está sempre a aparecer também mostrassem o Michael Vincent. Faz tempo que o menino não é nem mencionado no show.

Não suporto o Clark, porém gostei da forma como ele lidou com a situação da Cam. Ela ainda vai ter um ataque por conta do namorado que está lá em uma situação de risco. Muito bacana a forma como a Brennan foi sincera e de certa forma ajudou a amiga a passar por um momento delicado. As vezes a sinceridade dela é muito bem- vinda. Outro ponto bacana do episódio foi ela e o Clark juntos elaborando a canção para a Christine. Contudo, agora que ele tem o próprio departamento não sei porque insiste em fazer trabalho de um estagiário. Mas, dessa vez sua participação foi até legal.

Como a barriga da Emily está cada dia maior. Preparassem para o drama que não vai tardar a derrubar os momentos felizes do casal B&B. Segue abaixo a promo do próximo episódio que será duplo: The Lost in the Found” / “The Verdict in the Victims”

Review
Nota do episódio
Compartilhar
Bióloga, Mestre e Doutoranda em Botânica. Baiana de Salvador. Viciada em Séries e Filmes.