Compartilhar

“Oh, que de agora em diante meus pensamentos sejam só sangrentos ou não sejam nada”

Valeu a pena cada minuto de espera, pra ver esta sensacional Season finale. Cry Havoc lacrou, proporcionando-me um desejo há tanto esperado, por cenas incríveis de ação, surpresas inesperadas e, sobretudo por dar um desfecho à temporada e gancho para uma próxima sem precisar tirar onda com a cara do espectador e usar aquele maldito To Be Continued – como já fizeram uma vez.

Vou começar falando do charmoso capitão, rs. De fato livrou-se de vez do Jack, agora só precisa lidar com a culpa; e com as suspeitas da equipe afoitos em solucionar o caso. A vítima salva no episódio poderia ter complicado a situação de Renard, não fosse os desdobramentos deste, cuja resolução se encaixou como a peça que falta do quebra-cabeças! Quem diria que o prepotente Kenneth seria a salvação do capitão?

Bom mesmo, foi a vingança de Nick pela morte de sua mãe! Genial a ideia do Grimm de usar a cabeça do Hundganjer decepado por Trubel, além de sua influência como policial pra atrair o membro da realeza. Simples, eficaz e genial. Inusitado, ou conforme os últimos acontecimentos nem tanto, foi contar com a ajuda da agora “dócil” Adalind. Armadilha feita e com sucesso, temos uma bela e bem feita cena de ação, na qual o arrogante enfim entende não ser tão fácil lidar com um Grimm. Tirou onda pelo feito vil e covarde, quando no fundo sabe que teve o fator surpresa ao seu favor. Se esvaiu em sangue e ainda vai levar a fama de serial killer. Bem feito teve o que mereceu.

Grimm

Vamos aos destaques. Que tudo a Scooby-gang unida e disposta a enfrentar tudo e todos pra resgatar Diana. Em especial, sargento Wu, fazendo questão de integrar a equipe. Assim como – e só faltei soltar foguetes, rs – Nick autorizando-os a matar Juliette se preciso fosse. Já volto a isso. Bom, ver Diana em ação, linda, quieta em seu canto. Mas hiper poderosa! Com um simples olhar – efeito de olhos azulados – vai de montar um castelo a antever quem vai morrer. E eis a surpreendente reviravolta, quando parece que o rei Frederik irá conseguir fugir, eis que surge Meisner, da resistência e o joga helicóptero abaixo!!!

E momento mais que esperado, clímax…. Juliette X Nick. Vê-lo esganando-a não tem preço, embora, como já era de suspeitar, ele não teria coragem de ir até o fim. Nem mesmo com a raiva e a dor sentidas pela morte da mãe, já que ele deduziu que Juliette ajudou a atraí-la pra armadilha. Com o papo furado de não saber as reais intenções de Kenneth, Juliette demonstra-se dividida entre seu velho eu e a hexenbiest egoísta e má sem escrúpulos. A própria enfatiza que Nick deveria tê-la matado quando teve a chance. Porém Nick está cansado de lutar, ou o amor falou mais alto, sei lá; felizmente Trubel é mais prática, surgiu bem na hora H e matou a Chatiette.

Além do clímax do drama, do protagonista chorando por sua amada, revemos a antipática e misteriosa agente Chavez ordenando a seus capangas que a capturem. Quem? Seria ela ao telefone falando com Trubel, enquanto Bud pensava ser o Nick. Se sim, porque? E Meisner, membro da resistência que ajudou no parto da Diana, não havia morrido? O que será de Adalind? E Diana? Extremamente poderosa, treinada pela Sra Grimm e com jeitinho angelical… Quais poderes mais ela terá? O que será da realeza sem o rei?

Bem, bastante gancho para uma Season 5, e bom pra instigar a curiosidade dos Grimmsters. Melhor que isso é a confiança em roteiristas que até agora tem mostrado um ótimo trabalho, brindando-nos com episódios bons e a cada novo, um melhor que o outro. E espero também que abordem e desenvolvam mais o plot das chaves. No mais, vida longa a Grimm e até… Sabe-se lá quando!!

Observações:

  • episódio tão bom que fiquei com certo receio de ser detalhista demais, ou sucinta demais e deixar escapar coisas importantes, espero ter encontrado o equilíbrio
  • Rs, Bud “promovido” a novo alívio cômico. Ou só eu acho graça do jeito dele?
  • E claro, hiper-mega-ultra super feliz com a morte da Chatiette. Pra mim, já foi tarde. E toda a cena da morte dela, a meu ver prova o que sempre achei, Nick a amava mais do que ela a ele. E Trubel, já gostava dela, agora mais ainda!
  • Preocupada que a agente Chavez faça algo a Trubel, espero que  não !!! E cá entre nós, só eu acho que era a agente ao telefone com a Trubel? Estaria ela trabalhando com a agente? Se sim, por obrigação? Outra razão? Mas dando-se a entender que pretendia capturá-la o que pensar?
Compartilhar
Jornalista e escritora. Amante de História e demais ramos das Ciências Humanas. Apaixonada por cinema, livros e boa música.
  • Monica Pinheiro

    Só eu senti falta do Capitão na mega operação de resgate a Diana? Tudo bem q ele ainda estava as voltas com o caso do serial, mas seria interessante ter visto o Capitão junto da Scooby Gang. Não sei pq mas, ainda tenho um pé atrás com Wo, acho q é por causa das caras e bocas q ele faz, se bem q depois dessa dele largar a farda e se juntar ao grupo, eu adorei, espero estar enganada sobre ele. Enfim, demos adeus a Chatiette, o q me deixou danada da vida foi o Nick ter hesitado em matar a Chatiette, ela ia matá-lo se não fosse a Trubel. Agora é aguardar a próxima. Parabéns pela Review Lilly.

    • Willian

      Acho q ato a ele matá-la, só não fez por amor e ainda se sentir responsável por tudo q aconteceu com ela.

      • Lilly Soares

        Sobre a resistência faz sentido suas suspeitas. Se não ela como um todo, alguns membros dela pelo menos, lembro que o capitão comentou uma vez que havia traidores entre eles. Qto a realeza, tava pensando dia desses, não citaram uma vez ser 7 famílias reais? E outra, Diana tem quanto poder e a que veio? E um bebê fruto de hexenbiest com Grimm? Kkk no que será que vai dar???

        • Willian

          Como disse abaixo, são essas coisas q me incomodam. Diana é poderosa acho q devido ao sangue do nick. Falta é desenvolver melhor as tramas, como serie procedural ela é uma das melhores, suas mitologias são boas, mas falta algo. Vamos ver na quinta.

    • Lilly Soares

      Então Mônica TV fiquei decepcionada por Nick não ter ido até o fim em matá-la, mas como disse, só prova o que sempre achei ele a amou mais do que ela a ele, e como bem disse o Willian, foi por amor e por se sentir responsável pelo ocorrido a ela. Ainda bem que Trubel é mais prática. Verdade, capitão junto com a Scooby Gang teria sido tudo de bom. Qto ao Wu seria uma surpresa e reviravolta tremendas, pq acho-o confiável sim. Obrigada por comentar!!!

  • Willian

    Achei uma final e com bons e maus momentos. A cenas do nick foram mto boas. Qdo Kenneth pela primeira vez eu falei q só colocaram ele na serie para ser morto pelo nick. E valeu a pena. Agora toda a historia da realeza achei bem ruim, a morte do rei foi ridícula, inesperada, mas ridícula. O cara é um rei e morre sendo jogado de um helicóptero? Com essa morte teremos mtas opções na serie, mas agora uma coisa q tem me incomodado é a resistência, não acredito q sejam bons, acho q é mais ou menos, inimigo do meu inimigo é meu amigo. Só vou comemorar a morte da Juliette na próxima temporada, mas TB achei q ela merecia um fim melhor por causa do nick. Acho melhor Grimm retornar a trama das chaves, pois nessa temporada não houve nenhuma citação. Agora minha grande duvida é qdo ao capitão, toda essa trama final serviu somente pra dar história pra ele. Se tirassem os ela por casos da semana td aconteceria igual, o pai do coitado esteve na cidade e os dois não tiveram nenhuma interação. Não me lembro de nenhuma na serie tb e não teremos nenhuma jamais. Grimm parece uma garrafa de campar,i pra quem gosta é boa, mas sempre deixa um gostinho amargo.

    • Lilly Soares

      Oi William, discordo porém respeito. Ok, o rei morreu muito rápido, não interagiu com o capitão e colocaram a história das chaves e esqueceram delas, mas ainda assim nos entregam sempre boas histórias e nos brindam com reviravoltas surpreendentes. Isto é, no conjunto da obra, apesar de alguns deslizes a série mais acerta que erra. Ultimamente ( alguns hunters me linchariam) tá deixando SPN no chinelo. E lamento que seja subestimada porque há quem sequer tenha ouvido falar nesta série. Obrigada por comentar!!!

      • João Paulo Lourenço

        Sou hunter e concordo que deixa SPN no chinelo. Depois de 10 temporadas, SPN perdeu o dom de criar novos arcos em sua mitologia. Grimm, apesar de bem mais nova, ainda consegue nos trazer novos wesen, e isso não tem preço.
        No entanto, a história das chaves deve ser retomada. E sem um novo acervo, já que a Chatiette queimou o trailler, vai ficar difícil lidarmos com novos wesen.

        • Willian

          Mas o ruim da comparação é uma está na 10 e outra na 4, é meio lógico que Grimm está no auge criativo. É só lembrar da 4 de SPN.

          • João Paulo Lourenço

            Temos que esperar a 5ª temporada de Grimm, porque SPN morreu depois da 5ª temporada. Nunca mais foi a mesma. Mas não abro mão dos Winchesters. Vou com eles até o fim!
            Mas em meu comentário anterior já deixei claro que Grimm é bem mais nova e SPN está na 10ª season.

          • Willian

            Pra mim se as series tivessem 13 ou até 15 episódios, talvez agüentassem ficar um bom tempo no ar. O problema é q costuma cair num limbo criativo. Talvez Grimm permaneça mais do q a 5 de spn, pq eles nunca desenvolvem as tramas principais, sempre tem algo acontecendo. Agora spn, vive de bons momentos apos a 5, pq ainda é incrível q eles na 10 MSM no tranco ainda consigam manter nosso interesse. E outro dia lia algo e concordo, eles conseguem ir amarrando uma trama na outra num looping sem fim e a GNT fica preso com eles, e MSM qdo ta ruim, ver spn nunca é perder 40 min da minha vida.

          • Lilly Soares

            Tb não abro mão dos Winchester e seguirei hunter até o fim. Mas acho que eles não tão sabendo aliar trama central e fillers como antigamente, isso Grimm faz melhor né. Que bom que entendeu minha comparação! E Willian, auge criativo ou não, os roteiristas tem nos entregado bons episódios, prefiro ser otimista e continuar esperando o melhor!

  • Faith no

    Qual bixo é o Kennetth?
    Não me lembro dele se transformando nenhuma vez.
    Bom season finale.
    Agora Nick vai ficar com Adalind? Trubel? virar gay e ficar com o parceiro? – quem não sabe ele é gay na vida real.

    • Lilly Soares

      Jura que desperdício! Onde viu isso tô até em choque!

    • Samanta Duarte

      David Giuntoli (Nick) não é gay, ele está namorando a Bitsie Tulloch (a Juliette da série). Eles assumiram no twitter que estão juntos.

      • Lilly Soares

        Pois é Tb tinha lido isso e estranhei o comentário!!!

  • klj

    imaginei a lilly pulando a casa toda, estourando champagne com a morte da juliette. kkkkkk acompanho aqui desde sempre e sempre concordei na chatice dela.

    pros que acham que a adalind vai ficar com o nick, gente, aquele pão que fez o parto dela voltou, vai dar nada ali não.

    até a próxima temporada.

    • Márcia

      “aquele pão que fez o parto” Vixe faz tempo que não escuto essa expressão tempos bons da minha juventude.kkkk. Mas ele é lindo mesmo e acho que rolou uma química com Adalind.

    • Lilly Soares

      Haha né? Dá vontade mesmo. Pois é Tb acho mais fácil rolar Adalind e o Meisner ( acho que é esse o nome) mas que o Nick se foque mais no trabalho, ou aparece alguém… Sei lá.

  • João Paulo Lourenço

    Lily, eu amei o episódio, mas — embora esperasse — não gostei como o Nick fraquejou em relação à Chatiette. A nossa salvação, como sempre, foi a prática Trubel. As séries americanas, por melhores que sejam, sempre vacilam quando a missão é transformar o mocinho numa pessoa prática. Em Once Upon a Time, a Snow matou a Cora e isso foi um arco riquíssimo. O Nick deveria ter matado a Chatiette, e todo o fandom o amaria ainda mais.
    Eu também acho que Trubel falava com a Chavez no telefone. Se isso for verdade, acho que a célebre frase “Prendam-na” se referia à Adalind, agora grávida do Nick. Mas também pode se referir à própria Trubel. De qualquer forma, vai ser duro esperar até a 5ª temporada.
    PS 1) retomem a história das chaves;
    2) desenvolvam o plot das outras famílias reais;
    3) criem um novo acervo, já que a Juliette queimou o vagão. Um novo acervo vai permitir o aparecimento de novos wesens;
    4) expliquem por que a Diana, filha de hexenbiest com membro da realeza, é mais poderosa e importante que capitão Renard, filho de hexenbiest com o próprio rei.
    Ótima review, Lily. Até a season 5.

    • Lilly Soares

      Verdade João nem tinha pensado nisso! Eu acho que a Trubel pode estar “trabalhando” com a Chavez obrigada, vai que ela ameaçou o Josh, e espero que seja isso, assim como algo relacionado às chaves ou as outras famílias reais, então vc Tb se lembra, eram sete né? Sim, concordo eu amaria ainda mais o Nick, até pq né? Se não fosse a praticidade da Trubel ele estaria morto, mas nem tudo, infelizmente, pode ser perfeito.

  • Sarah Gomes

    Ei João, me intrometendo aqui nos seus ganchos. Apesar de não afirmarem isso na série, acho que o que torna a Diana tão poderosa foi todo o ritual que a mamis dela passou enquanto estava grávida para reaver seus poderes.

    Uma coisa que fico cogitando também, seria a possibilidade da realeza ser possivelmente matriarcal. Isso explicaria o desespero para por as mãos na Diana, a primeira herdeira mulher a ter direito ao trono desde que a rainha morreu. Isso explicaria a facilidade com que o pai do capitão sempre colocava outros no comando apesar dele ser o primogênito (eu sei que muitos acreditam ser devido a origem bastarda do capitão) sem nunca receber oposição direta, se para ser considerado um verdadeiro líder, fosse necessário ser mulher. Creio que essa possibilidade enriqueceria a história e explicaria porque após a morte do irmão do capitão, o rei colocou seu primo no lugar ao invés de cogitar o filho, uma vez que a serie sempre deixou subentendido que o rei nada tinha contra o filho bastardo, e apesar da origem dele, entre um filho bastardo e um primo, creio que os “súditos” ainda iriam preferir o bastardo, novamente, essa minha teoria do matriarcado explicaria a obsessão pela Diana, reasseguraria o rei no trono, sem possibilidades de insurgentes. Se essa teoria se mostrar correta, também explica a preocupação da resistência em cuidar da Diana, a verdadeira herdeira ao trono, e agora com a morte do rei, isso deixa o capitão bonitão numa situação enheim? Ele como pai da fofa e filho do último regente, seria a opção óbvia para reinar não? Se ele obviamente conseguir a filha de volta sobre sua legítima tutela… chega logo 5ª temporada.

    Em relação a Juliette, eu sei que mostrou ela morta (e não me entendam mal, eu não sou fã da moça, rss), mas eu só acredito vendo o túmulo na próxima temporada (e olhe lá, afinal isso é Grimm), rss, é muito bom pra ser verdade, ainda acho que essa anta paralitica não se foi de vez, o que me remete a outra cena do seriado.

    Um dos motivos de acreditar que a Chatiette ainda está por ai, foi justamente o reaparecimento do Meisner, pois rolou muita química entre ele e a Adalind, se ele não tivesse ressurgido dos mortos, kkk, ainda teria esperança do meu ship eterno NickxAdalind, mas com ele na jogada, fico imaginando os roteiristas “ressuscitando o verdadeiro amor” do Nick (medo eterno deles trazerem aquela lesma de volta a vida).

    Enfim, foi uma ótima season finale, Grimm cada dia mais tem se consolidado como um seriado sério, que deve ser respeitado. Logicamente tem seus altos e baixos, e muita coisa a ser melhorada, mas os roteiristas têem se mostrado audaciosos e sem medo de bagunçar a parada para criar arcos interessantes (ainda comemorando toda reviravolta da Juliette nessa temporada). Agora é esperar a 5ª temporada…

    Ps.: 1 – Também aguardando retorno da história das chaves e o plot das outras famílias reais.

    2 – Trubel me deixou muito pé atrás com aquela ligação, credito que possa realmente ser para a agente Chavez, mas ainda fico imaginando se não era para a resistência e ela está trabalhando para eles e não informou nada ao Nick (me desculpem os fãs, mas alguma coisa nela me incomoda, não sei explicar).

    • Sarah Gomes

      Ahh só outra observação, entendo totalmente o Nick não ter ido até o fim com a Juliette, seria um passo muito grande em relação ao que conhecemos da sua personalidade. Acredito de um jeito meio creepy, a Juliette naquele momento representava tudo que ele ainda conhecia como lar e família. Ele perdeu tudo gente, a tia que o criou morreu na primeira temporada e tinha acabado de perder a recém descoberta mãe. Por mais chata que fosse, a Juliette ainda era um link com esse passado que ele perdeu, e por mais que ela fosse a culpada pela morte da mãe dele, ainda era muito recente para isso ter cimentado na mente dele, e se desfazer dela naquele momento seria muito traumático, fora o fato dele se culpar pelo o que ocorreu com ela, talvez ele nunca se recuperasse do golpe.
      Acho que os roteiristas acertaram em cheio em colocar esse serviço na mão da Trubel, creio que isso foi essencial para permitir que nosso protagonista se cure, e quem sabe, volte a confiar e amar no futuro, seria muito mais difícil (se não impossível) se ele tivesse que lidar com a culpa da morte da Juliette além de todo o resto. Teria sido um assassinato puramente por vingança e no calor do momento. Seria completamente diferente se ele tivesse matado ela no futuro, com a cabeça fria e racional…

      • João Paulo Lourenço

        Sarah, palmas pra vc!!! Seu comentário foi uma review perfeita! A Lily que tome cuidado rsrs
        Nunca parei pra pensar na possibilidade do matriarcado, mas é muito plausível, já que no reino animal — um reino próximo do wesen — muitas espécies têm matriarcados. Mas já pensei que o que torna Diana especial é o fato de ela ter indiretamente sangue Grimm e, sim, é possível que o ritual da Adalind para recuperar seus poderes tenha afetado a garota…
        Quanto a Trubel, eu sempre gostei dela e acho que sua presença na série é justamente para compensar o lado não prático do Nick. Ainda acho que o “capturem-na” se referia à Adalind. Mas temos que esperar a season 5.
        Eu chamo o padre Quevedo se a Juliette não morreu rsrs… O Nick vai ficar com a Adalind, vamos torcer. Ela mudou bastante e o Meisner não será problema. A química rolou porque os instintos maternos dela estavam bem aflorados, com ela temendo perder a filha e ele protegendo ambas. Quero pensar positivo: o nosso Grimm favorito ganhará uma nova família.

      • Lilly Soares

        Né Sarah, se houver imprevistos já sei quem chamar pra me substituir! Amei sua teoria, faz todo o sentido e que seja isso sim! Gostei até da sua explicação para o Nick não ter ido até o fim! Faz muito sentido. Qto à Chatiette espero que suas suspeitas estejam erradas, não me leve a mal. Ah rs, bom saber que não fui a única a shippar Nick e Adalind ( o shippei até com a wesen dragão rs) mas vejamos… De qualquer modo sorte da Adalind né? Só gatos, capitão, Nick o Meisner…. Até o arrogante Kenneth e o sádico Viktor ( já era fã dele qdo ele era de Buffy/Angel) tinham lá seu charme. Rs

  • Irineia Araujo

    Eu achei uma grande ideia ser Trubel a escolhida pra mandar a Juliete pros infernos (valar Morghulis) Afinal, todos tinha uma amizade com ela, iam ficar com algum trauma, independente de todo mundo achar que a hexenbitchie merecia isso. Amei o final… achei que Meinser tinha morrido… Agora é esperar e torcer pra que a juliette continue morta e não retorne como o Capaitão retornou.