Compartilhar

“All the things you achieved and not just as the Flash but you, Barry. Your honesty, your heart. You’re always a hero, and your mom would be just as proud.” ALLEN, Henry.

Estou sem palavras. Só que não! Os dois últimos episódios não podiam deixar de ser excepcionais. Primeiramente peço que me perdoem pela demora, não tive tempo de fazer as reviews por motivos acadêmicos, os quais vêm me tirando a paz há algumas semanas, creio que alguns de vocês devem saber como é. Sem mais delongas, vamos direto ao assunto. “Rogue Air” na minha humilde opinião foi um episódio especial, já que muitos dos que deixaram sua marca ao longo da temporada reapareceram. Mas, mesmo assim, o episódio me pareceu mais fraco do que os anteriores. Achei a história um pouco maçante, o que me deixou impaciente por um desfecho daquela situação, para que tudo pudesse voltar ao normal. Sendo assim, nem vou me ater tanto a esse episódio, uma vez que, assim como eu, acho que a maioria está mais preocupada com a finale, que foi INCRÍVEL. É pra aplaudir de pé essa série!

A partir da reativação do acelerador, o pessoal do Team Flash finalmente descobriu onde estavam Eddie e Wells, e isso deu causa ao problema da vez: Como então transportar aqueles mega vilões que estavam presos ali sem que nada de grave acontecesse?  A gente já sabia que ia dar confusão juntar vários meta-humanos num lugar só. A confusão é maior ainda quando é preciso transportá-los. Achei que mostrariam como a prisão funcionava em seus mínimos detalhes, e isso seria bem interessante, mas para minha decepção não houve explicação sobre tal coisa. Independente disso, foi um bom plot, uma pena que poderia ter sido melhor aproveito.

Agora que ideia genial foi essa de chamar Captain Cold pra ajudar? Tudo bem que ele quer dominar Central City e por isso precisa manter a cidade fora de qualquer perigo, mas como é que Barry pôde confiar tanto no homem? Poxa, vacilou hein. Esqueceu de deixar o pé atrás dessa vez. O Team Flash poderia muito bem ter se prevenido e armado um segundo plano caso tudo fosse pelos ares. No começo até acreditei que Cold estava disposto a ajudar, mas ele é um vilão, e não tem como confiar.

O lado bom é que alguns memoráveis meta-humanos escaparam, e trarão com certeza mais ação para a série, desde que não sejam tratados como meros vilões da semana, fáceis de serem capturados. Os vilões, mesmo sendo da semana acrescentam bastante à história. De certo ainda teremos vários vilões que podem ser mostrados na série, mas acredito que esses da primeira temporada marcarão presença mais vezes daqui pra frente. Vale ressaltar  que Snart sempre faz bonito em suas aparições, e dessa vez não foi diferente. O engraçado é que pudemos perceber que ele na verdade tem alguma porcentagem de honra, pois não contou à sua irmã sobre a identidade do Flash.

Com relação ao drama Iris e Eddie, achei meio nonsense Eddie ter acabado o namoro com Iris daquela forma. Ele estava de cabeça quente e sabia que não teria um futuro com ela, mas deveria ter mais fundamento pra atitude dele. Vimos que isso foi resolvido na finale, o que será tratado mais à frente. Finalizando, a luta entre Al Sah-Him, Firestorm e Fash x Flash Reverso foi bem boa e divertida de ver… Na verdade o que mais me empolgou no episódio foi essa luta e a parte dos vilões escapando. Em análise geral, foi bom, poderia ter sido melhor, mas a qualidade da série continua lá em cima!

Fastenough02

Em “Fast Enough” era um pulo do sofá atrás do outro. Olha, alguns podem até ter se decepcionado por conta da atitude de alguns personagens ou de coisas que não aconteceram, mas esta foi com certeza uma season finale muito digna da maravilha que foi essa temporada. Geralmente tais episódios nos deixam ansiosos e eufóricos, mas este foi além, as inúmeras emoções proporcionadas construíram um dos melhores episódios da temporada e consolidaram ainda mais a qualidade dessa série. Apesar de toda a agitação, o episódio foi como um momento de reflexão não só para Barry, mas para todos os personagens e inclusive para o público. Vai dizer que vocês não pensaram em como tudo seria se Barry salvasse sua mãe na fatídica noite? Na verdade pensamos nisso praticamente a temporada toda, mas quem ainda não tinha pensado, inevitavelmente pensou enquanto assistia ao incrível episódio.

O interessante é que houve bastante drama, já que Barry estava num complicadíssimo dilema e grande parte do episódio foi sobre suas conversas com outros personagens mas todas, todas mesmo, conseguiram me deixar preso à tela. Foi um episódio totalmente heartbreaking e a emoção foi lindamente explorada, de uma forma saudável e chamativa, então uma grande salva de palmas para Grant Gustin, ele fez dessa uma finale memorável utilizando-se muito mais da emoção do que da ação, o que é bastante incomum para uma série de herói.

A conversa de Barry e Eobarrison foi como já esperávamos, mas mesmo assim ainda deu pra ficar surpreso, com ódio do vilão, com pena de Barry, entre outras emoções. O fato de o Flash Reverso ter matado Nora ainda não tinha um motivo completamente consolidado, e agora ficamos sabendo que, por não ter conseguido matar Barry, Eobard quis afetá-lo destruindo algo importante para ele, fazendo com que o garoto ficasse vulnerável e não tivesse a mínima chance de se tornar o herói que conhecemos. Apesar de achar que Eobard tinha um motivo mais específico para matar Nora, até que foi bem lógico o pensamento dele e acabei por ser surpreendido.

Voltar ao passado ou não? Eis a questão. Fora os riscos que tudo aquilo envolvia, os dois pais de Barry tinham opiniões diferentes, só pra tornar as coisas mais fáceis né! Acho que por isso Barry chorou tanto no episódio, e toda vez que ele fazia isso era difícil não ficar emocionado também. O que foi aquele momento de Barry e seu pai Henry? God! Quanta verdade, naturalidade, sensibilidade e emoção. Mesmo ainda não tendo me apegado tanto ao pai de Barry quanto a Joe, provavelmente porque o pai dele não é tão mostrado na série (o que eu acho um desperdício), as cenas entre Barry e ele são muito boas. A cena em questão foi tão carregada de emoção que eu acho que alguns ciscos entraram nos meus olhos nessa hora. Hahahaha brincadeira, mas eu fiquei realmente tocado com as belas atuações de Grant e de John Wesley Shipp. Parabéns aos dois.

Barry Crying

Como todos sabem, Barry decide voltar no tempo e, todo o processo feito para que ele pudesse fazer essa volta foi agoniante por um lado e bem espetacular por outro. Aí quando ele consegue fazer o que vinha incessantemente desejando, levamos outro banho de drama e emoção. Ver o Flash do futuro pedindo para ele não salvar a mãe, o que o obrigou a ficar na outra sala e escutar quem ele mais ama gritar e ser esfaqueada definitivamente não foi fácil. Pelo menos ele teve a chance de falar com sua mãe e dizer que tudo estava bem. Porque não basta que ele presencie uma vez, deve reviver a cena várias vezes durante a temporada para no fim acabar não mudando o que tanto queria mudar. Triste para o nosso herói e para o público, porque não teremos Flashpoint, mas a decisão foi correta e a compreendo perfeitamente.

Como o episódio foi pra acabar mesmo com o coração dos fãs, o casamento de Ronnie e Caitlin também foi bem adorável, gostei demais da cena, que foi rápida, mas demonstrou além do amor, a união entre o pessoal do Team Flash. A música de fundo também ajudou a deixar tudo ainda mais bonito. Gostei demais do clima desse finale. Emoção também é válida para séries de heróis!

AH! Vale muito ressaltar as cenas que o Flash via enquanto estava correndo no acelerador. Na verdade, depois que eu vi a Caitlin como Nevasca/Killer Frost não consegui ver mais nada! Adoro a Caitlin e só de imaginá-la enfrentando os meninos do Team Flash corta meu coração, pense então quando eu estiver assistindo! Mas é assim que tem que ser e mesmo como vilã (provavelmente não vai ser vilã all the time, pelo que andei lendo) ela vai fazer bonito! Outro que pode ganhar ainda mais destaque na season 2 é Cisco. Eobarrison já adiantou que ele também foi afetado pela explosão e seus poderes já estão aparecendo… E eu só consigo ficar ainda mais feliz com essa série, porque VIBRO/VIBE IS COMING! Yeah!

CaitlinKillerFrost

O que dizer sobre o problema da DC ao escrever sobre as mulheres? Poxa, Iris vinha numa ótima sequência de atitudes, e a conversa dela com Barry foi ótima também. Mas, ao juntarem ela novamente com Eddie deu a impressão de que isso só aconteceu para dar mais importância à morte de rapaz. O término estava muito recente e achava que Iris estava balançada por saber de seu futuro sobrenome, o que me fez pensar que ela não aceitaria a volta. Só pra deixar claro, não que a morte de Eddie fosse irrelevante, muito pelo contrário, eu realmente não estava prevendo. É claro que imaginei que isso poderia acontecer logo após a conversa dele e com Dr. Martin Stein, só não achava que ele teria a coragem de executar tal ato heroico. Diferente do que eu pensava, ele de fato morreu heroicamente, e quem imaginava que o Flash seria salvo por um Thawne?! Surpreendente.

Finalizando, as cenas de luta entre o Flash e o Flash Reverso continuam um espetáculo à parte, o que me faz parabenizar a CW novamente pela evolução dos efeitos especiais e da computação gráfica. As lutas e a cena final – do buraco-negro começando a destruir Central City – foram dignas de filmes de Hollywood. Agora nós ficamos órfãos por alguns meses até que a segunda temporada, provavelmente explorando o multiverso, volte ainda melhor! The Flash fez uma incrível temporada de estreia, com uma boa base de atores fortes e de personagens fortes, com um herói que, além de ter conquistado o amor e respeito dos personagens e companheiros de cena, também conseguiu cativar os fãs dos quadrinhos e de séries em geral. QUE VENHA A SEASON TWO!

Observações Gerais:

> Martin Stein, que saudade! Senti mais falta dele do que de Ronnie pra ser bem sincero.

> Mulher Gavião aparecendo no finalzinho! Vibrei demais!

> Tom Cavanagh, sem palavras para a atuação desse homem!

> A morte de Eddie me remeteu um pouco à morte de Tommy em Arrow, na questão do triângulo amoroso e de morrer como um herói. Também acharam?

> Mas, se Eddie morreu, Eobard nunca nasceu, então Nora Allen não morreu? Apenas uma das várias questões que me apareceram no fim do episódio.

> Flash quebrando a máquina do tempo com o super sonic punch… Revigorante!

> Ri muito quando o Dr. Stein pediu a Ronnie para que não brigassem no dia do casamento deles! Hahahaha

> No que será que vai dar o Flash combatendo o buraco-negro hein? Só uma coisa a dizer: Run, Barry! RUN!

Eai pessoal o que acharam dessa season finale? E as teorias para a segunda temporada? Não esqueçam de deixar seus comentários, críticas e sugestões. Mais uma vez peço desculpas pela demora e agradeço muito a vocês por terem me recebido tão bem no meio da temporada e por terem acompanhado as reviews até aqui! Nos vemos em outubro! Falta muito?!

Compartilhar
Estudante de Direito, paulistano e louco por séries. O gosto pela leitura e a paixão por TV me trouxeram ao mundo das séries, e dele eu não arredo mais o pé! Eterno fã de How I Met Your Mother, seria talvez a mistura de Marshall Eriksen e Ted Mosby, seguidor da "filosofia" de Barney Stinson em alguns aspectos. Mulher ideal? A mistura de Lily, Robin e Tracy é claro! Aqui no MS vocês podem me encontrar nas reviews de Resurrection, Reckless, Arrow e The Flash. Só um cara correndo atrás do que o faz feliz e mais completo. Lema? “When I get sad, I stop being sad and be awesome instead.” #TrueStory
  • Azeneu

    Eu não tenho palavras, emoções ou qualquer sentimento depois dessa season finale. As teorias pra próximas temporada ja estão a mil por hora. Alguns meses de sofrimento é muito sofrimento é tanto sofrimento acho que vou viajar pro futuro pra assistir logo essa segunda temporada. The Flash a melhor serie ever.

    • Marcelo Lourenço

      Ei Azeneu!

      Somos dois! A season finale foi de matar e as teorias estão bombando! Olha se pudesse viajar pro futuro pra assistir a segunda temporada eu não pensava duas vezes! Outubro parece inalcançável! Hahahaha
      Concordo plenamente com a sua última frase! Long Live The Flash!

      Valeu pelo comment! Até a próxima.

  • fabio Rodrigues

    Hey!
    Foi uma otima season finale!
    Por acaso também fiquei me perguntando acerca dessa questão da Nora. Vai ficar confuso se não explicarem isso. Porque disseram “Ao matar Eddie, ele vai apagar toda a existencia de Eobard” ou seja, tudo o que ele fez deveria ter sido apagado da memoria deles, ou isso não aconteceu porque o Eobard não estava na sua época? Talvez na época dele ninguem se lembre dele. Não sei mesmo.

    Fui só eu que reparei que depois de o Eobard morrer, apareceu um colar azul no pescoço do Eddie? Fiquei me perguntando e fui pesquisar e vi bastantes referencias sobre um Malcolm Thawne(dono do colar) que é nada mais que o IRMÂO GÊMEO DE BARRY ALLEN NOS QUADRADINHOS! FIQUEI LOUCO COM ISTO, e AINDA POR CIMA ELES SÂO INIMIGOS.
    Acho bem improvasvel que isto aconteça na série! mas deixou-me bastante curioso em relação a toda esta situação de Eddie, e ainda torço para que ele não tenha morrido mesmo!
    Ver Caitlyn como Killer frost, deu um desespero pela 2ª temporada! Tenho quase a certeza (ou pelo menos desejo) que aquele buraco negro o vai levar para uma dimensão completamente diferente, eu adorava! :D

    Grande review! parabens !

  • Mauro C. Novaes

    Não sei nem o que pensar… e se o Barry acabar indo parar na realidade original? Sabemos que toda a primeira temporada é de uma linha alternativa(moldada pelo Eobard ao matar a Nora e alterar tantas coisas),e seria revigorante mostrar o ‘outro lado da moeda’ com Barry morando com os pais(ao invés dos West),mostrar ele trabalhando com o Harrison Wells(o verdadeiro),e ver a relação das coisas que deveriam ter acontecido/existido.

    /Isso vai afetar Arrow? Só de imaginar Flash indo ao passado(veremos a Era de Ouro,afinal mostrou o easter-egg do Jay Guarrick)e vermos versões alternativas/originais de personagens apresentados.. Dinah Drake como a Canário Negro original.. Jay Guarrick como o Flash,e com certeza a introdução do Wally West(só não sei como vão mostrá-lo como irmão da Iris,pois eu aposto ser mostrado como um primo distante e olhe lá),Bart Allen(neto do Barry/Iris)… Essa série tem tudo para revitalizar o Universo DC na televisão.

    /Não quero imaginar uma Nevasca boazinha! Quero ver Caitlin se unir aos vilões contra o Team Flash.. e em algumas mídias foi dito que Vibro era um vilão.. Será essa a consequência causada pelo Dr. Wells/Thawne? Mostrar ao Flash que se não fosse por ele,os seus amigos seriam os seus maiores inimigos? LOL

  • Felipe Saraiva

    Uma vez que o flash reverso não existe mais nessa linha temporal. Ele não poderia ter voltado no tempo e a mãe do Barry continuaria viva entre outras tantas mudanças…

    Não?