Compartilhar

Sabe quando a temporada apresenta episódios muito melhores do que a Season Finale? Então você sabe exatamente o que aconteceu com The Originals.

É isso mesmo, caros leitores, fiquei com aquela sensação desconfortável de que o episódio deixou a desejar. Antes de levantar as minhas explicações devo dizer que não estou dizendo que “Ashes To Ashes” foi um episódio ruim, muito pelo contrário, foi um bom episódio, mas não para uma Season Finale com um arco gigantesco que foi aberto.

Digo isso porque desde o começo da temporada que os rumores sobre a existência da Dahlia e de sua temível crueldade vem assombrando as ruas de New Orleans. Essa história ficou um pouco mascarada por conta investidas da Esther e do Finn, mas veio à tona no momento crucial da série e veio marchando até o dado momento. Daí conhecemos a tão falada bruxa e, realmente, nos surpreendemos com o seu poder, sua sede pela imortalidade e sua determinação em conseguir aquilo que é seu por direito. A presença dela desestrutura completamente a harmonia dos irmãos Mikaelson, assim como a forma que as demais pessoas os enxergam. Porém, nesse último episódio, senti uma pequena preguiça dos roteiristas e produtores em construir um desfecho grandioso e expressivo.

Sinto muito dizer, mas nada que o episódio apresentou me surpreendeu. Me esforcei para sentir aquela sensação de ansiedade pelas cenas, mas não consegui. Eu realmente não sei o que aconteceu, se foi algo relacionado a mim que não me permitiu imergir completamente na experiência dessa Season Finale, ou se foi algo no episódio mesmo que não trouxe aquele brilho. Vocês que leram minha última review viram o quanto eu fiquei ansioso por esse episódio e chega até ser um pouco chato me encontrar nessa situação, reclamando do desenvolvimento do capítulo.

A resolução da trama da Dahlia foi fraca e extremamente rápida, sem contar que foi completamente ofuscada pela palpável tensão que se instaurou entre os irmãos Mikaelson por conta das ações do Klaus. Confesso que foi um tanto frustrante ver que a bruxa mais poderosa que já apareceu na série passou o episódio quase todo imobilizada por conta da sua ligação com o Híbrido. Enquanto estava neutralizada corporalmente sua magia destruía aos poucos aquilo que a impedia de se libertar, enquanto os outros, os mocinhos, seguiam as ordens do Klaus que tanto relutaram a seguir.

The Originals 2x22

Então, de forma rápida, os originais enganam a Davina e fazem com que ela ressuscite a Esther em seu corpo original para que o sangue dela possa ser usado como último ingrediente para a arma capaz de matar a Dahlia, e assim o fazem. Não teve emoção, não teve ação, foi tudo aguado, tudo morno. Forçaram a freia ali naquele meio de uma forma que foi nojenta de suportar. No final das contas tudo se resolveu de forma pífia, com a Esther aceitando-se como sacrifício, morrendo ao lado da irmã e reafirmando seus laços familiares e a promessa que fizeram uma à outra séculos atrás.

O episódio foi ruim? Não, em partes. Poderia ter sido melhor? COM CERTEZA. Lembro que ao final da primeira temporada eu estava deitado em posição fetal num cantinho do meu quarto tentando absorver todas as informações da Finale. Esse ano, quando chegamos aos dez minutos finais do episódio eu já estava louco perguntando: cadê o gancho? É agora que teremos uma surpresa. É agora que as coisas irão se transformar. MAS, N-A-D-A. O episódio todo foi marcado pela tensão entre os irmão, principalmente entre Elijah e Klaus que, pela primeira vez, viu seu irmão extremamente enfurecido e farto de seus atos inescrupulosos.

Nós compreendemos que Klaus precisou fazer tudo daquela forma para soar convincente, mas é claro que tudo poderia ter se desenvolvido de uma forma menos drásticas, mas ‘forma menos drástica’ e Klaus são coisas que nunca aparecem na mesma frase. Agora o híbrido está completamente sozinho, sua única companhia é a Hope. Klaus terá que rebolar bastante para que o Elijah e a Rebekah decidam deixar suas dores de lado e perdoa-lo.

Falando em Rebekah, queria apenas dizer que a Claire tem muita sorte dos produtores gostarem dela e continuarem cumprindo a promessa de deixar a porta aberta para ela o tempo todo. O que fica chato é essa constante troca, pois uma hora temos a Claire, mas logo depois ela decide embarcar num novo projeto e deixa a substituta no lugar. Amiga, aqui não é a Broadway. O que me acalma é que essa nova atriz está conseguindo dar conta do papel esplendidamente. Ela vem buscando ao máximo não fugir dos trejeitos, modos de falar e postura que a Claire aplicou na Rebekah. Ela vem reproduzindo exatamente a mesma Rebekah que a loira viveu durante todos esses anos.

No mais, a única coisa que ficou evidente nesse episódio é que a próxima temporada será marcada pela Davina pé no saco batendo de frente com os Originais novamente. Nós sabemos muito bem como isso termina, pois será exatamente igual ao que aconteceu na temporada passada. Não vai dar em nada. Fico feliz por ela agora ser regente e estar bem mais poderosa do que já era, mas vamos maneirar nas dramalheiras.

Enfim, espero que vocês tenham compreendido o meu ponto de vista e que me perdoem por ter sido um pouco duro. Peço que se vocês discordam em algum ponto, por favor, expressem suas opiniões nos comentários.

Obrigado por acompanhar as minhas reviews!

Até a próxima temporada.

Obs.:

  • A Alice Evans estava linda demais, não foi?
  • Podemos dizer que os Originais não estão mais vulneráveis à única arma que poderia matá-los? Será mesmo que a estaca de carvalho branco foi destruída?
  • Hayley, who?
Review
Nota do Episódio
Compartilhar
Tenho 24 anos, formado em História, e meu Hobby é ler e escrever. Fã de Harry Potter e viciado em séries. Amigos e família são essenciais em minha vida.
  • Delena Forever

    Pois eh, fiquei um pouco decepcionada com o ep q foi bem morno, mas mesmo sim, uma delicia de assistir . Sobre o desfecho da Dahlia, pode ter sido meio zzzzzzzz mas tem haver com a serie, a Dahlia só ficou daquele jeito pq a Esther partiu o coração dela, quebrou a promessa delas , então ela perdoar a irma e encontrar paz na morte com ela tem haver com a essência da serie. The Originals, acima de td, é uma serie sobre família.

    Agr, season 3 ta uma incógnita pra mim, não tenho idéia do q vai acontecer. Mal posso esperar pra descobrir !!!!

    • Ítalo

      “Agr, season 3 ta uma incógnita pra mim, não tenho idéia do q vai acontecer. Mal posso esperar pra descobrir !!!!”

      Isso indica exatamente o efeito do final morno da série. Diferente do final da primeira temporada, que nos indicou exatamente parte do que viria, este deixa quase tudo em aberto.

  • Bárbara Fernandes

    Concordo com você em absolutamente tuuuudo Carlinhos!
    Esperava muito mais do episódio.. Muito mais emoção, tipo a season finale da primeira temporada que me deixou com a cara no chão.
    Quanto a Claire voltando a ser Rebekah, nunca pensei que seria trouxa.. Fui trouxa, e pra caralho!! Amo a Claire como Rebekah, mas se é pra ficar nesse vai e volta totalmente desnecessário e sem sentido, deixa a outra atriz de vez e vamos tentar nos acostumar.
    Esther se sacrificando pelos filhos assim de boa? Depois de tanto tentar mata-los porque são vampiros? Cadê coerência?!!!
    Dahlia morreu mais fácil que sei lá o que..
    Quanto a Elijah ficar se lamentando pela Gia tudo bem, agora a Hayley pediu o que o Klaus fez com ela.. Ela tava um pé no saco, achando que tinha feito a Hope sozinha, ou melhor, achando que o pai da Hope era o cara de taxo do Jackson! Elijah, please amore para de ser corno manso.
    Pra completar, esperei Klaus e Camile se pegarem loucamente, mas não aconteceu.
    Enfim, a coisa boa é que baby Hope tá bem, tá viva e divando.

  • Tiago Caiafa

    Concordo contigo em alguns pontos, discordo em outros. Faltou emoção nesse SF, acho que focou muito nas consequências das ações do Klaus no episódio anterior, onde vemos o Klaus frustrando os planos de todo mundo.
    Quando a Esther apareceu, pensei logo “Opa! Deve rolar uma fight louco entre as irmãs…”, mas não, apenas um abraço iria resolver. Particularmente, acho que aí que deixou a desejar.Criaram uma expectativa enorme na Dahlia, ressucitaram a Esther, Rebekah voltou ao cortpo original…e nada.

    • nathitah

      Também queria uma briga de bruxa, Esther defendo as crias contra a dahlia…

  • nathitah

    Também fiquei que nem você, esperando um gancho, esperando um reviravolta… só que não teve. Ficava imaginando, talvez Elijah estrague com o plano porque está com raiva, talvez Davina entre e de uma lição no klaus por te- la enganado… cheguei a requisitar a presença dos lobos pra ver se a trama se movimentava. Pra uma vilã dada como fodastica, a dahlia deu menos trabalho que a celeste.

  • pauloigres

    The Originals já teve eps. muito melhores sim! Acho que essa Finale pode servir pra mostrar que eles precisam trabalhar a Hope urgente, tem que focar mais nela, dar um jeito de inovar porque todo o resto se torna repetitivo. Fiquei esperando Davina tomar as rédias da situação mas parece que o melhor que ela consegue é apenas quebrar os ossos da Ms. Mikaelson… sobre Rebekah super concordo, a personagem é minha preferida e amo a Claire mas tá na hora de decidir o que fazer com a Beks. Queria Kol de volta mais que tudo porém acho que a cota de reuniões familiares e familiares anti heróis já deu. Por mim poderiam esquecer da existência da alcateia lá ou então eles poderiam começar a ser caçados(uhul). Ponto pra cena da Cami com o (ator que fazia o Finn, que não é mais o fim rs) mas tira esse ponto porque a cena de Klaus e Cami poderia ter ido mais além.

  • Mauro C. Novaes

    Eu achei que o final do arco da “Tia Dahlia” foi muito bacana e gratificante de assistir. “A maldade não nasce,é criada.” – frase usada pela Elena ao perdoar a Katherine -,e aqui utilizada para enfatizar que o rancor e a perversão causados pela Dahlia é fruto das mágoas e decepções causados pelo único ser que a desestruturou para sempre(até o atual momento). Esther teve seu final,e unida com a irmã mais uma vez,mostrou que o poder da família é maior que a própria morte,vingança,ódio e a porralheira toda. E não é isso que os Mikaelson vem dizendo por mil anos? “Sempre e para sempre”? Família vem em primeiro lugar,e todas essas desgraças vividas em mais de mil anos foi por que colocaram as ambições(seja quais for)acima do próprio sangue. Dahlia veio para mostrar que os laços de sangue são mais forte que até a própria morte.

    /Davina será a Fênix Negra dos Mikaelson? Aquela amiga/aliada que vai se transformar na pior inimiga deles? “E o maior dos amigos,se tornou o mais terrível dos inimigos”. Rebekah Black voltou,ainda veremos Kol em seu corpo original. Só resta saber se Davina será idiota o suficiente para enfrentar os Originais.

    /Marcel e Rebekah,hein? Será se ele vai deixar a retaliação prometida ao Klaus por causa da irmã dele(agora voltando a não ser tão original assim)?

    /Alice Evans é aquela típica mãe que é mais bonita que as filhas. #eitaeitaeita

    /Camille e Klaus vão enrolar até quando? Caramba! Desde aquele 4×20 de TVD que percebemos que ali tem mais do que aparenta,e os dois ficam só na amizade? Tá amarelando,Klaus? Tu mata e desmata geral e fica com medinho de dar uns pegas na garota?

    /Vem ai a próxima temporade “The Originals: Coven”

    /Esse episódio merece um 8,0. Como o Carlinhos disse,não é o melhor episódio da série,mas nem de longe é o pior. O engraçado é que o 2×22 de TVD foi do mesmo jeito,sendo que seu 2×21 é que teve ritmo de season finale. Coincidência? I think not.

    • Ítalo

      Mauro, concordo plenamente contigo. A questão da expectativa acabou influenciando muito na opinião dos fãs sobre este episódio. Baseados no final da última temporada e em alguns ganchos que a série já vive deixando no caminho (como no meio da temporada), acho que TODOS esperavam algo do mesmo tipo, só que em maior proporção, neste finale.

      Confesso que por uns minutos refletindo logo após o episódio também tive essa sensação, mas logo depois me veio à mente que, o quase SILÊNCIO deixado pelo episódio sobre a próxima temporada, me fez pensar sobre muitos destes seus argumentos citados.

      Na verdade, também achei gratificante esse encerramento (final este realizado da mesma forma que o início, com um personagem “contanto uma história”).

      Na verdade muitas dúvidas ainda ficam. Mesmo com o plot da Davina contra os Mikelson (não tenho bons pensamentos sobre isso), estou ansioso desde já.

  • Pedro Fogoso

    Sera que ninguem notou ?… que Dahlia conseguiu o que tanto queria, o sangue da Hope.

  • Thays

    Oi pessoal, acabei de assistir a season finale legendada (já havia dado uma espiadinha) e confesso que fiquei um pouco decepcionada, o episódio não foi ruim, mais também não foi um episódio para fechar uma temporada, esperei no final algum gancho para a 3ª temporada no final, e não veio (ou não percebi nada). Achei que o final da Dahlia foi um pouco preguiçoso, tudo bem que até foi bonita aquela cena no campo, mas uma bruxa tão poderosa, talvez a mais poderosa, ela morreu tão facilmente. Acho que faltaram cenas de ação, de combate, ou talvez estivesse numa expectativa muito grande. Confesso que fiquei chateada por Kol não ter voltado, teria adorado, queria ver como seria a relação da Davina com o Kol em seu corpo original (sdds Daniel Sharman!), mas ainda espero que ele apareça em algum momento na próxima temporada. Gente, e essa enrolação de Klaus e Camille? até eu que não shippo fiquei esperando um beijo no final, mas acho que na próxima temporada vão explorar essa relação melhor. Quanto á Rebekah, foi tão bom rever a Claire Holt, mas confesso que esse “vai e volta” me incomoda um pouco sabe, achei bizarro ela levar o túmulo com o corpo original no carro, mas enfim, já quero a 3ª temporada de The Originals.

  • Valdir Luciano

    Ótima Review, Carlinhos. Concordo em tudo.

    Fiquei esperando uma bomba o episódio inteiro, mas depois que Dahlia morreu daquela forma junto de Esther, já fiquei meio decepcionado. Poxa, a bruxa mais fodona da mitologia da série era comentada a temporada toda, chegou sambando na cara de todos com aquela cara de monstra, e é assim que ela morre? Quando Esther voltou – em seu verdadeiro e maravilhoso corpo de diva – pensei que haveria uma puta batalha entre irmãs. Mas o que aconteceu? Um abraço e uma facada, desculpas aqui acolá e…? Dahlia morre daquele jeito, tão fácil? Sei não, mas eu vi a cena em que ela roupa o sangue da pequenina Hope. Será que tudo foi pro saco quando ela morreu?

    Esther, querida, você é tão foda desde The Vampire Diaries, e me aparece desse jeito parecendo uma esquizofrênica com cara de medo… #chateado.

    Rebekah volta, e já vai? Poxa, Claire, decide. Morre de vez, ou fica de vez. Não dá pra se acostumar com a Rebekah morena se a loira fica aparecendo pra mostrar que é melhor,

    Davina, eu ficaria muito animado para te ver vingativa na próxima temporada se eu não te conhecesse. Mas como já te conheço desde a primeira, já sei que suas macumbas não funcionarão com a família Mikaelson… Então, querida, menos…

    Cami e Klaus, PQP né. Pelo menos um selinho. Pelo menos daria alguma esperança para nos fãs na próxima temporada. O pior é que realmente não sabemos nada sobre o que vai acontecer, porque parece que fecharam todas as pontas, nenhuma ficou solta…

    O jeito é esperar pra ver.

  • Thiago Leite

    Também achei o episódio fraco. O final da temporada, em si, foi um pouco decepcionante quando comparo com a anterior. Dahlia, que tanto assustava, de tanto que falaram, acabou tendo um final tão xulo e rápido que não fez jus a toda a atmosfera que criaram em cima dela. Foi frustrante mesmo! E poxa, a Esther no corpo original… Esperava que isso renderia mais pra próxima temporada… Imaginei algo do tipo: cacete, agora ela vai voltar com tudo, vai dar uma pernada na Davina e assumir a regência dos clãs… MAS NÉ! Nada. Isso me deixa um pouco chateado: personagens como Mikael e Esther sendo desprezados dessa forma tão… escrota… quando poderiam ser usados para render tramas espetaculares pra série… Mas que venha a próxima temporada!

  • Ítalo

    “mas ‘forma menos drástica’ e Klaus são coisas que nunca aparecem na mesma frase.”

    rsrsrsrs…gostei. Bem verdade.

    Drama é o que estamos fazendo com este final. Apesar de ter as mesmas sensações que a maioria dos fãs, também enxergo por outro lado:

    O efeito deste final morno da série só me deixou mais curioso do que está por vir. Diferente do final da primeira temporada, onde já nos deixaram claro parte do que viria, este não nos deixou quase nada, a não ser o plot da Davina (o que já os cansa).

    Mas de resto, não tenho ideia quais os passos que serão dados daqui pra frente.

  • Ale

    Gente fiquei confusa, quantas adagas tinham, achei q a última tinha sido usado qndo o Klaus matou o Michael.